“Esperto como o alho”

“O mercador portuense Afonso Martins (Alho), procurador do concelho, foi enviado por D. Afonso IV à Inglaterra com a finalidade de tratar com Eduardo III um acordo económico, que permitisse, entre outras coisas, a pesca de barcos portugueses naquela costa. Regressado, teve a anuência do Rei para em 20 de Outubro de 1353 assinar, em Windsor, o primeiro tratado entre Portugal e Inglaterra. Terá sido mesmo o primeiro tratado do mundo entre dois países. Dado a sua habilidade e diplomacia foi considerado um excelente embaixador dos nossos interesses. Os portuenses criaram então o aforismo “esperto como o alho”. Ainda hoje, mais de seiscentos anos depois, esta frase é repetida mas, infelizmente, duma forma deturpada, “esperto como um alho”, o que lhe tira qualquer sentido.

Existe no Porto a Rua Afonso Martins Alho, entre a Rua das Flores e a de Mouzinho da Silveira, e onde se encontra a conhecida Adega do Olho.”

Fonte: Porto, de Agostinho Rebelo da Costa aos nossos dias

Anúncios
Explore posts in the same categories: Cultura e Lazer

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: