“Sair pela porta do cavalo”

“Esta expressão, quando usada no Porto, significava que alguém se eximia a sair sem ser vista, usando a porta das trazeiras. Isto, porque tinha a consciência pesada e não queria, por cobardia, ser confrontado com os outros. A “porta do cavalo” era a que existia nas trazeiras do Hospital de Santo António e que servia como porta de passagem das carruagens e dos cadáveres. Tinha um batente com a cabeça de um cavalo.”

Fonte; Porto, de Agostinho Rebelo da Costa aos nossos dias

Anúncios
Explore posts in the same categories: Cultura e Lazer

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: