Criminosos e à solta

Resultado de imagem para banif

“Às tantas da madrugada da noite passada tivemos a já esperada noticia de resolução do BANIF e a constituição de um Banco Mau (mais um) no qual ficam os ativos que não o são, pois de passivos se trata porque são ativos que nada valem, sendo antes um encargo para o Estado. Ou seja encargo para todos os pagantes de impostos em Portugal.

Os mais atentos a estas coisas da banca falida por banqueiros e gestores sem escrúpulos, apoiados por governos estouvados e por uma Europa que não atina, sabíamos que o BANIF estava nos cuidados intensivos. O que não sabíamos era que o anterior Governo dos PàF tinha desde Março (há 9 meses) uma orientação de Bruxelas para resolver o assunto do BANIF até ontem dia 20 de Dezembro. 

Ao sabermos agora essa novidade o que devemos pensar de quem escondeu debaixo do tapete esta bomba ao retardador?

Eu só penso uma coisa, são criminosos e andam por aí à solta. Não posso pensar interpretar ou pensar outra. Tão atentos, venerandos e agradecidos que eles eram perante Bruxelas quando se tratava de castigar o Povo que governavam e tinham por missão defender, foram absolutamente negligentes, fazendo ouvidos moucos, quando se tratou de acautelar os 1.100 milhões de Euros do Estado (dos nossos impostos) que o Governo PàF injetou no Banco.

Junto a estes abutres do Tesouro de Portugal o Sr. Governador do Banco de Portugal que não acertou uma decisão e continua a assobiar para o lado, incólume, ao abrigo do manto protetor, o BCE.

Junto também ao mesmo grupo os papagaios ao serviço da direita que infestam as televisões, as rádios e os jornais. Estiveram caladinhos que nem ratazanas quando deveriam ter denunciado o crime. Agora saíram todos das tocas a dizer baboseiras sem nexo ou fundamento para “aliviarem” a responsabilidade dos governantes anteriores. Nestas mistificações envolvem o Fundo de Resolução, que está tecnicamente falido e não tem um cêntimo em reservas para acudir seja ao que for.

Se tivéssemos uma Justiça a sério, hoje mesmo o Ministério Público tomaria a iniciativa de acionar um processo de investigação aos atores desta macabra peça, para averiguar responsabilidades e a extensão do crime, mas preferem andar a gastar o nosso dinheiro e fantochadas como a do Sócrates, que sempre dá menos trabalho, produz mais ruído na praça publica, vende jornais, comentadores e carpideiras, distrai o pagode e não dá em nada.

Resta-nos a “força de acreditar” que a já anunciada Comissão de Inquérito que o Parlamento vai promover faça o trabalho que lhe compete, um trabalho rápido e isento para apurar responsabilidades e possibilitar, finalmente, se for o caso, a punição destes criminosos à solta.”

Corvo Negro

Anúncios
Explore posts in the same categories: Política

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: