O Presidente no seu labirinto

Cavaco indigita Passos

“A dignidade do cargo e a pompa do cenário mereciam um protagonista à altura. Hoje, Cavaco Silva não esteve à altura nem do cargo nem do cenário.

A indigitação de Passos Coelho para formar governo não surpreende nem se questiona. Mas as declarações com que justificou a indigitação são inaceitáveis por serem, antes de mais, anti-democráticas. Não apenas pela exclusão implícita que faz de dois partidos que representam quase 20% dos portugueses – o Bloco de Esquerda e o PCP – mas pelo desprezo com que se referiu a “outras forças políticas” e a uma “alternativa claramente inconsistente”, referindo-se às negociações empreendidas por António Costa com os partidos à sua esquerda.

E como se não bastasse, o apelo subliminar aos deputados do PS para que furem a disciplina de voto e apoiem o governo PSD-CDS, tem o sentido de uma ingerência directa na vida interna de um partido.

Em linguagem popular diria que o Presidente “emprenhou pelos ouvidos” e seguiu as indicações dos comentadores da direita, levantando fantasmas e inventando ameaças do tipo “vem aí os comunistas”, “querem sair do euro”, os mercados vão reagir, a economia vai cair” etc., etc., ,mostrando que não só não respeita e não acredita no líder do Partido Socialista como despreza os líderes do Bloco e do PCP e, portanto, os portugueses que os elegeram.

Perdido no seu labirinto, o Presidente está desesperado porque, afinal, não estudou todas as situações, ao contrário do que afirmou. De facto, só alguém em desespero faz semelhante fuga para a frente. Com isso, fragilizou o governo cujo líder acabou de indigitar. Ao contrário, a sua mal contida raiva contra o PS uniu os socialistas e vai ser difícil que algum deputado se sinta impelido a fazer a vontade ao Presidente e contrariar no Parlamento a indicação de voto que vier a ser definida pela direcção.

O PS, o Bloco e o PCP têm agora a obrigação de mostrar a Cavaco Silva que está errado e que os seus medos, o seu anti-comunismo primário e a sua tacanhez mental estão desfasados da realidade e são contrários aos interesses do País.

É difícil deixar Cavaco terminar o seu mandato com dignidade.”

Estrela Serrano

Anúncios
Explore posts in the same categories: Política

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: