Indignidades de um presidente

O discurso de Cavaco Silva, de ontem à noite, foi uma declaração de guerra aos partidos de esquerda, foi de uma tremenda irresponsabilidade.

No que diz respeito à indigitação de Passos Coelho nada a objectar, era expectável que fosse essa a decisão. Se ficasse por aqui não havia nada a dizer.

Porém, Cavaco Silva foi mais longe e disse barbaridades inadmissíveis, coisas que um presidente da República nunca poderia dizer. Excluir da governação o PC e o BE, criando um apartheid político, apelar à rebelião dos deputados do Partido Socialista são entendimentos de alguém que não respeita a democracia.

Cavaco Silva vai ter vida difícil e tudo fez para não terminar com dignidade o seu mandato.

Alfredo Fontinha

 

Anúncios
Explore posts in the same categories: Política

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: